Em sala de aula invertida, estudantes de Farmácia aprendem a partir de experimentos de cromatografia

Em sala de aula invertida, estudantes de Farmácia aprendem a partir de experimentos de cromatografia

No Laboratório de Química da UniMAX, professora Francine Fábrega gravou um vídeo didático apresentando ensaios referentes a três tipos de cromatografia: em papel, camada delgada e coluna

 

Na aula de Controle de Qualidade Físico-Química, os estudantes de Farmácia da UniMAX – Centro Universitário Max Planck de Indaiatuba – foram conduzidos pela professora Francine Fábrega num experimento de cromatografia a partir do recurso de sala de aula invertida, que consiste em incentivar o aluno a internalizar os conceitos essenciais antes de receber os ensinamentos, em seguida discutir os conhecimentos adquiridos e tirar dúvidas com a apoio e orientação do docente.

Com o distanciamento social decretado pelo Governo do Estado de São Paulo, os professores do grupo educacional formado pela UniMAX, UniFAJ e FAAGROH (Faculdade de Agronegócios de Holambra) passaram a ofertar aulas remotas utilizando diversos recursos tecnológicos como os disponibilizados pelo Google, como Classroom e o Meet.

Por isso, Francine, sozinha e em segurança no Laboratório de Química da UniMAX, gravou um vídeo demonstrando, detalhadamente, três tipos de testes de cromatografia: em papel, camada delgada e coluna. “Os alunos estão aprendendo a teoria e também com a prática ocorre e quando puderem frequentar o Centro Universitário executarão a prática, porém de forma mais dinâmica e eficaz, pois já sabem o que precisam observar e como calcular”, destaca a professora.

No vídeo, a docente apresenta os materiais necessários para o experimento, os pontos para observação de todos os fenômenos e os cálculos que precisam ser realizados.

 

Confira no link: Testes de cromatografia

 

Texto: Tatiane Dias (MTB 67029)