Esquenta “Quem Quer Ser um Unicórnio” resulta em muita criatividade, inovação conhecimento

Esquenta “Quem Quer Ser um Unicórnio” resulta em muita criatividade, inovação conhecimento

Evento elaborado pela Voe Sem Asas, aceleradora de negócios com patrocínio da IBM, contou com apoio do grupo educacional da UniFAJ, UniMAX, FAAGROH e EaD UniFAJ

 

“Uma noite repleta de criatividade, inovação e muito conhecimento”, considera o professor Rogério Gomes, gestor da Escola de Negócios, sobre o Esquenta SSQU (Quem Quer Ser um Unicórnio) promovido pela pré-aceleradora de projetos e startups Voe sem Asa com patrocínio da IBM e que contou com o apoio da UniFAJ, UniMAX, FAAGROH e EaD UniFAJ.

O objetivo foi propiciar uma imersão cultural no novo mundo de negócios e interagir com palestrantes e mentores diferenciados com a oportunidade de inovar em projetos, criar novos produtos, serviços e negócios. Ao todo, foram oito palestras que passaram por mudança, transformação digital, criatividade e propósito, abordados por Thiago Shimada, Ligia Zotin, Leandro Queiroz, Denilson Shikako, Maria Brasil, Sauanne Bispo, Stephanie Garcia e Raphael Falcão.

Para o professor Rogério, o Esquenta abordou temas relevantes neste momento de distanciamento social, além do evento online ter sido uma inovação e contar com mais de 700 participantes. “Todos os temas abordados são transversais aos mais diversos cursos e formação. Por exemplo, na palestra elaborada pela Fábrica de Ideias, com Denilson Shikako, os participantes puderam praticar a criatividade coletiva em um processo de cocriação de um restaurante com diversas inovações”, conta.

Sobre a importância do evento para os alunos, o gestor da Escola de Negócios destaca que: “envolver o aluno em um ecossistema de inovação e permitir conhecer e se conectar com personalidades especialistas em modelagem de negócios do universo Startup é fundamental e transformador para os novos gestores que estamos formando nas mais diversas áreas”, diz.

Participaram do evento alunos de todos os cursos do grupo educacional, com destaque especial para o Centro Universitário Max Planck de Indaiatuba que colocou o segundo maior número de inscritos, perdendo apenas para a cidade de São Paulo. 

 

Imagem: Voe sem asas 

Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)