Estudantes do Grupo UniEduK debatem os “17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): A contribuição do arquiteto na Agenda 2030”

Estudantes do Grupo UniEduK debatem os “17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): A contribuição do arquiteto na Agenda 2030”

Palestrantes trouxeram inúmeras contribuições com exemplos de iniciativas que atendem aos requisitos da ONU (Organização das Nações Unidas)

 

Com o tema “17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): A contribuição do arquiteto na Agenda 2030”, a Semana de Arquitetura e Urbanismo do Grupo UniEduK, em sua abertura, contou com a contribuição da professora Ana Maria Girotti Sperandio, gestora do NEPI (Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares), que falou sobre “Cidades Sustentáveis”.

Na ocasião, ela relembrou que em outubro, se comemora o mês das cidades, além de discorrer sobre os 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) e suas dimensões. “Uma das pautas dos ODS é a interdisciplinaridade, o desafio de se trabalhar algo comum sob a ótica de diferentes profissionais e diferentes áreas”, destacou a docente.

Entre outros tópicos, Ana Maria apresentou a “Carta aberta à sociedade e aos candidatos nas eleições municipais de 2020 – Um projeto de cidades pós pandemia”, manifesto assinado pelas instituições de Arquitetura e Urbanismo.

Em seguida, alunos do curso apresentaram seus trabalhos desenvolvidos no PIC (Programa de Iniciação Científica) tendo por base os ODS e orientação do professor Carlos Cenci. Keyla Jesus e Daniela Peron falaram sobre “Orientação espacial e acessibilidade para pessoas com deficiência visual na Arquitetura”; Mariana Moretti apresentou “Sentir um quadro: Usinagem CNC para converter linguagem visual em TÁTIL” e; Everton Braga sobre “Análise de Projetos arquitetônicos com diagramas – Projetos para refugiados”.

Para o segundo dia de evento, foi convidada Ana Vitória Tereza Magalhães, que entre outras funções, trabalha como consultora para a Nações Unidas, inserida num projeto da UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) voltado para a relação da cultura com o oceano. Ela explicou como o arquiteto pode contribuir para a agenda 2030, como atuar em ODS que não tenham relação direta com a profissão, algumas dicas de áreas a serem exploradas por esse profissional, etc.

Já a professora Fernanda Viana Buga, orientadora pedagógica do curso de Arquitetura e Urbanismo, falou sobre o Empreendedorismo Social e Negócios de Impactos e trouxe mais informações sobre o TOM Departamento Sociocultural do Grupo UniEduK que tem parceria com o Pacto Global da ONU.

De acordo com a docente, o TOM está estruturado no tripé: sustentabilidade, criatividade e inovação e realiza atividades na comunidade interna e externa direcionadas ao meio ambiente, educação das relações étnicos-raciais, direitos humanos, desenvolvimento tecnológico, arte e cultura, saúde e qualidade de vida. “Esses tópicos que trabalhamos no TOM fazem um paralelo muito grande com os ODS”, destaca Fernanda.

O último dia da Semana de Arquitetura e Urbanismo, recebeu Sonia Lopes, arquiteta, Mestre em Preservação do Patrimônio Histórico e Doutora em Administração. Ela discorreu sobre sustentabilidade social e ambiental, apresentou diversos exemplos da aplicação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na arquitetura.

O encerramento também contou com Pedro Renan Debiazi, Arquiteto e Urbanista e Mestre em Engenharia Urbana, que abordou o tema “Gestão participativa e cidade inclusiva: instrumentos e desafios”. O palestrante fez uma provocação aos alunos sobre o papel do urbanista, que segundo ele, muitas vezes é recusado pelo profissional formado em Arquitetura e Urbanismo. “Olha que profissão maravilhosa que nos dá dois títulos, saímos da faculdade como arquitetos e urbanistas e, muitas vezes, negamos o título de urbanista para nos denominarmos designers e isso também reflete em como a arquitetura tem negado as cidades, tornando-se um espaço residual e hostil com as pessoas”, aponta Pedro.

 

Vestibular 2021

O Grupo UniEduK oferece mais de 25 opções de cursos diferentes nas áreas de Saúde, Humanas, Exatas, Tecnologia e Agronegócio. São cursos de graduação presencial e a distância, pós-graduação e cursos técnicos.

Inscreva-se: VESTIBULAR 2021

 

Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)